Você não merece isso. Você não merece a raiva que eu acabei de sentir. Você não merece o ódio que me dá quando lembro de você enquanto estou sozinha. Você não merece que eu te olhe desse jeito carinhoso que eu inventei de te olhar. Você não merece me atormentar só porque está agora com outra pessoa e não comigo. Você não merece que eu automaticamente adore todas coisas que você adora, só pra me sentir mais por dentro da sua vida, das suas coisas, de nós dois. Você não merece todas as horas que eu gasto pensando em você ao invés de estudar todas aquelas bostas sem sentido que o Kafka escreveu e vão cair na prova amanhã, no primeiro período. Você não merece que eu imagine você no lugar do meu namorado quando ele está com aquele peso todo em cima de mim. Você não merece um pingo de lágrima que eu já irriguei de saudade das nossas conversas. Você não merece meu ímpeto de sempre voltar à essa cafeteria fedida. Você não merece me derreter como se tivesse a porra de um raio laser implantado na sua íris. Você não merece ser a única pessoa em todo o planeta que sabe como me fazer sentir alguém admirável e especial no meio dessa aglomeração selvagem de gente histérica e egoísta por todo lado. Você não merece modificar toda a minha estrutura de vida apenas sendo isso que você é. Você não merece! Não merece! Não merece!
Gabito Nunes  (via alentador)
Por favor, não faça comigo o que eu fiz com as outras pessoas.
Gabito Nunes.  (via suavizou)
Num instante você me olha apaixonado e depois se vira pra janela ficando um pouco fora do ar. Nessa hora me belisco pra não saber do porquê, sem esquecer do dia você me falou que nem toda pergunta requer uma resposta. Mas então não fica assim, não precisa dizer nada, só não me deixe faltar aqueles abraços silenciosos pra calar a boca de quem me mandou ter calma contigo. Agora que eu me perdi, só preciso de você me dizendo que amanhã ainda vou te achar no mesmo lugar, se eu procurar. Eu te quero, na medida do impossível.
Gabito Nunes.    (via reclinado)
Preserva seu coração, mas não coloque vidro nos muros. Preserva seu coração, mas deixa o sol entrar. Preserva seu coração, mas se algum amor bater, deixa passar e deixa tudo acontecer. Não preserve tanto seu coração, só o suficiente pra poder distinguir o que é de verdade e o que é ilusão.
Caio Augusto Leite.  (via terminar)
Algumas coisas eu prefiro fingir que não vi, não ouvi, não senti. Não é que eu seja esnobe ou qualquer outra coisa. É que assim, fingindo, eu vou levando. Vou aguentando por mais tempo.
Casebre  (via alentador)
Quando te ouço é como um mergulho profundo, percebo cada detalhe do teu caos. Eu também tenho meus entraves e me sinto deslocada, fora de lugar. O mundo acontece em um determinado ritmo e eu sigo no contratempo de tudo. Não me encaixo, às vezes nem existo. Eu espero ser mais pra você do uma peça ou personagem deste cenário obscuro, quem sabe uma porta entreaberta no meio da escuridão. Eu quero ser tua válvula de escape, tua saída, tua redenção.
Elisa Bartlett.  (via cuidei)
Desculpa por ser assim. Desculpa se a vida não se faz bonita para mim quando abro a janela do quarto, do mundo, da alma. Desculpa pelas minhas urgências sentimentais que me cercam a todo momento. Me sento para raciocinar e acabo pensando nas alegrias pulverizadas que não me deixam seguir um momento duradouro sequer, pois em nenhuma fase da vida eu fui realmente feliz por completo. Não sei se você vai me entender, e não é esse o meu objetivo aqui. Eu só quero pedir desculpas pelas falhas e descompassos causados pela minha ânsia de acertar tudo, sendo que na maior parte das vezes eu só consiga fazer o que há de mais errado. Não é por mal, nunca foi por mal, nunca será por mal, o mal não é o que eu faço. O mal é um defeito de fábrica que me pegou desprevenido quando nasci, mesmo sem saber de tal posse. Eu não tive escolha. E hoje, quando tenho escolha, não sei escolher o que é certo. Me desculpe se eu não sei ser alguém interessante, os bens motivacionais mais preciosos que eu tinha se perderam em uma via alternativa de ilusões e rancor, e na hora de assumir uma posição corajosa, o máximo que consegui foi ter medo e me esconder. Esse infinito receio de buscar um caminho diferente me perseguiu tanto, que acabei cedendo as minhas fragilidades ao mundo e desisti de me ajustar. Minha vida seguiu para vários lugares e levou uma parcela das minhas qualidades para cada um deles, sem ter chance nenhuma de recuperação. Sei que você não merece aguentar minhas loucuras e a cadeia de desastres que criei, mas se não for pedir muito, me desculpa pela minha incapacidade de ser eu.
Junior Lima.   (via cuidei)
Estou te ligando movido pela vontade de reaver você e aquilo que tínhamos até semana passada. Eu penso em você dia e noite e fico ridiculamente abalado se a gente acaba brigando. Eu acho que te amo, garota.
Gabito Nunes.  (via inverbos)
Forte o suficiente para te deixar, mas fraca o suficiente para precisar de você.
Demi Lovato.   (via clamaivos)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)
wallflowerbloom:

No matter what anybody tells you, words and ideas can change the world.
We don’t read and write poetry because it’s cute. We read and write poetry because we are members of the human race. And the human race is filled with passion. And medicine, law, business, engineering, these are noble pursuits and necessary to sustain life. But poetry, beauty, romance, love, these are what we stay alive for.
(Dead Poets Society, 1989)